Home  /  Blog  /  CIGAM  /  A Cia agora pode aprender para ajudar ainda mais

A Cia agora pode aprender para ajudar ainda mais

Postado em 12/02/2018 às 08:57

Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no LinkedIn Compartilhar no Facebook

Tecnologicamente falando, estamos vivendo um grande momento, no qual a bola de vez é a utilização de Inteligência Artificial, representada muito bem pelas assistentes virtuais. Temos exemplos de grandes nomes, conhecidos da área tecnologia, investindo pesado nisso. Vemos todos os dias notícias de avanços significativos com o objetivo de imitar a inteligência humana. Há quem diga não estar tão longe disso acontecer, mas também há quem diga que a inteligência humana é complexa demais para ser simulada em uma máquina. Enquanto defensores dessas duas afirmações ‘brigam’, ficaremos assistindo e aproveitando os benefícios gerados por essa ‘batalha’.

 

Geralmente, no mesmos locais que lemos informações sobre os avanços da Inteligência Artificial, vemos também diversas notícias sobre o impacto causado pela situação econômica de nosso país em algum setor. É uma realidade dura que nos leva a necessidade de inovar para prover soluções que ajudem as empresas a contornar isso, ou pelo menos, sentir o mínimo possível.

 

O CIGAM é uma solução focada em gestão. Por isso, todos os esforços que fazemos diariamente são para melhorar a forma de gerir os negócios dos nossos clientes e, consequentemente, melhorar a suas produtividades e resultados.

 

Temos a missão de buscar o que existe de melhor no mercado para ser implementado no CIGAM em prol da gestão dos negócios. É por isso que não focamos em desenvolver uma inteligência artificial para concorrer com as grandes referencias nesse assunto, como por exemplo Microsoft, Google e IBM, mas sim, usar aquilo que essas gigantes nos possibilitam. A estratégia é arquitetar a utilização do que está sendo trabalhado pelas maiores e melhores equipes de inovação do mundo, ao invés de reinventar a roda.


 

A Cia foi concebida em cima dessa realidade:
Usar o que há de melhor para fornecer a melhor gestão; ela vem com a missão de não só ajudar o usuário a executar as suas tarefas, mas ajudar de maneira produtiva.

 


Um dos grandes diferencias da Cia, em relação as demais assistentes que vemos no mercado para ferramentas de gestão, é o fato que ela está 100% conectada ao CIGAM. Por exemplo, a Cia consegue acessar e interagir por voz, informações que antes seria necessário emitir um relatório ou fazer uma pesquisa de dados. Isso é ganho real em produtividade!

 

Indo para a prática, podemos começar observando que geralmente o usuário tem suas particularidades, muitas vezes oriundas de termos e palavras que são especificas do negócio. A Cia sabe disso. Por isso, ela pode aprender com o usuário essas informações personalizadas para gerar comandos únicos. Dois exemplos disso: O usuário pode apelidar o programa de ‘Índices Financeiros’ para ‘Valores Financeiros’ e tornar a interação mais amigável para ele.

 

Geralmente um software de gestão do tamanho do CIGAM possui centenas de possibilidades de uso para a mesma funcionalidade. Isso se faz necessário devida a flexibilidade do sistema e ao modo que cada usuário trabalha, conduzido por suas particularidades. Pense no seguinte: A Cia permite que seja feita uma consulta para obter cotações de moedas financeiras, como dólar, euro, etc. Num exemplo clássico, você poderia pedir para a Cia fazer isso através do comando ‘Cia, faça para mim’ e em seguida ‘pesquisar cotação do dólar’. Por que tudo isso? Porque a Cia permite pesquisar várias medas e ela precisa saber qual moeda em específico você está se referindo

 

Você também pode novamente ensinar a Cia a ir direto na cotação específica. Através do comando ‘Cia, aprenda comigo’ você pode personalizar para ir diretamente à cotação do dólar quando você falar ‘Cia, qual a cotação do dólar’ ou outra frase qualquer. Pronto, a Cia aprendeu a facilitar o que já era fácil!

 

Outra característica marcante da Cia é a naturalidade da sua voz. Realmente isso é um diferencial em relação as demais assistentes virtuais que vemos no mercado. Mais uma vez, a Cia pode surpreender, pois ela é capaz de aprender a dialogar e também a responder perguntas específicas. Por exemplo, você pode ensinar uma resposta para a pergunta ‘Cia, como você está hoje?’. Para isso, você precisa apenas falar ‘Cia, apenda comigo’ e em seguida ‘Quando eu perguntar como você está hoje me responda tudo certo’.

 

Tudo que a Cia aprender estará disponível imediatamente para uso, fazendo parte do conhecimento dela. Quando você ensina algo para a Cia, ela adiciona às suas habilidades e também mantém a forma original funcionando normalmente, ou seja, ela sempre aprende e nunca esquece o que já sabia.

 

A Cia continua sendo aprimorada, aprendendo a ser ainda melhor. Hoje ela está disponível para o idioma Português/Brasil, mas está habilitada a interagir com mais de 20 outros idiomas.

 

Atualmente ela está sendo treinada para avaliar o contexto que o usuário está e fornecer insights que ela julgar importantes. Por exemplo, se você está incluindo um pedido para o cliente ‘X’, a Cia avalia os últimos pedidos desse cliente e faz as considerações importantes, tanto a nível de entrega física quanto de valores financeiros e vencimentos. Não preciso nem dizer que ela vai fazer isso utilizando o que há de melhor em termos de tecnologia no mercado hoje!

 

Leandro Machado 
Analista de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Comentários