Home  /  Blog  /  CIGAM  /  Unibras melhora performance com ERP da CIGAM

Unibras melhora performance com ERP da CIGAM

Usina automatizou tarefas com módulos de faturamento, suprimentos e BI para melhor tomada de decisões

Postado em 19/04/2021 às 08:00

Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no LinkedIn Compartilhar no Facebook

Instalada em uma área de 10 hectares, localizada em Floriano, no Piauí, uma das fábricas pioneiras na produção de biocombustíveis no Brasil ficou quase uma década parada e retomou operação em 2020, após ser adquirida pelo grupo Unibras.

 

Foram necessários R$ 60 milhões em investimentos na modernização e readequação da planta antes da usina voltar a funcionar, com capacidade para produzir 300 mil litros de biodiesel por dia e cerca de 90 milhões de litros por ano - o equivalente a 15 mil m³ por bimestre, 7,5 mil m³ por mês.

 

Hoje, a manufatura conta com 86 funcionários gerando em torno de 300 empregos indiretos, o que inclui produtores de matérias-primas locais, especialmente óleo de soja e óleo algodão, necessárias para a fabricação de biodiesel. Trabalhar com insumos comprados dos pequenos agricultores regionais levou a usina a se qualificar para o Selo Combustível Social, que garante à Unibras benefícios na participação dos leilões da ANP e Petrobrás.

 

Para suportar uma operação tão complexa, que inclui desde compras de insumos a entregas programadas de combustível, a companhia optou pelo sistema de gestão CIGAM e já mensura ganhos.

 

‘Diariamente, emitimos até 15 notas e cada carregamento demandavá até uma hora. Hoje ganhamos produtividade porque é possível faturar uma nota em poucos minutos’, explica o supervisor contábil da Unibras, Luiz Santos.


Santos conta que cada caminhão de biodiesel sai para entrega com três notas fiscais e, anteriormente, o processo era manual e trabalhoso. ‘Enquanto outras empresas ‘penam’ para faturar 10 notas por dia, a gente faz isso rapidamente’, ressalta.

 

Automatização de rotinas

 

Otimizar o fluxo de caixa era outra necessidade, especialmente no âmbito tributário. Nesse cenário, o módulo financeiro CIGAM automatizou as tarefas relacionadas ao controle de contas a pagar e a receber e ainda aumentou a confiabilidade aos cálculos de impostos e tributos, reduzindo erros e evitando o retrabalho. ‘Antes demorávamos em torno de três dias para validar um Sped. Hoje a tarefa é realizada em 1/3 do tempo’, acrescenta o executivo.

 

Outro gargalo, segundo p supervisor contábil, era a gestão dos fornecedores de matérias-primas, dos orçamentos ao recebimento dos insumos. Com a automação do processo, a Unibras ganhou mais força na hora de decidir com quem negociar e passou a ter total controle das ordens de compras.

 

‘Quando identificamos o faturamento pelo fornecedor, conseguimos planejar a produção, porque a partir da emissão da nota sabemos que o caminhão já está rodando e podemos nos antecipar ao recebimento da mercadoria’.

 

Santos ainda evidencia, como vantagem, que o trabalho em nuvem reduziu custos com servidores e isso foi decisivo para a escolha da CIGAM. Mas, ao longo da operação, outros benefícios foram surgindo. Para ele, a estabilidade das soluções e o atendimento pós-venda são diferenciais que definiram a expansão da parceria com a empresa gaúcha para a nova fábrica de biodiesel da Unibras, que está sendo construída em Santo Antônio do Pauá, no Pará.

 

Link externo: CHANNEL 360

Comentários