Home  /  Blog  /  Mercado  /  Entenda de vez a diferença entre ERP e CRM

Entenda de vez a diferença entre ERP e CRM

Postado em 28/05/2018 às 14:57

Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no LinkedIn Compartilhar no Facebook

Nem todo mundo está acostumado com tantas siglas utilizadas pela área de tecnologia da informação, o que pode gerar confusão na hora de buscar soluções de gestão para as empresas. Veja o significado de dois termos que ultimamente têm sido bastante utilizados pelo mercado e que trazem bons resultados para o negócio, o ERP e o CRM. Juntos, garantem ganhos de produtividade, rentabilidade e relacionamento com o cliente. Para extrair o máximo do ERP e do CRM, vamos entender de vez o que cada um significa.

 

ERP (Enterprise Resource Planning) é um software que melhora a gestão das empresas, automatizando os processos e integrando as atividades de vendas, finanças, contabilidade, fiscal, estoque, compras, recursos humanos, produção, logística, entre outros de acordo com a área de atuação da empresa. Criando uma base de dados operacional e gerencial confiável, o ERP facilita que diferentes departamentos trabalharem sincronizados, evitando perda de informação, eliminando retrabalhos e reduzindo custos.

 

O uso de um ERP passou a ser uma exigência de mercado, não há como se manter competitivo sem o uso efetivo das modernas tecnologias. Em resumo, os principais benefícios com o uso do ERP são:

  • Melhoria de comunicação entre departamentos, evitando divergência e perda de informações;
  • Validação das informações de entrada, reduzindo erros operacionais e retrabalhos;
  • Automatização dos processos, aumentando a produtividade, eliminando controles paralelos e planilhas eletrônicas que consomem tempo e geralmente estão divergentes ou desatualizadas;
  • Consolidação das informações gerenciais, facilitando análises e decisões.

 

CRM (Customer Relationship Management) é uma abordagem que coloca o cliente como principal foco dos processos de negócio da empresa, com o intuito de perceber e antecipar suas necessidades, para então atendê-los da melhor forma. Possui uma base de informações sobre o cliente que permite à empresa fazer ações que chamem a atenção para novos produtos e soluções.

 

Como o CRM está focado no setor de vendas, faz parte da integração do ERP, pois é a porta de entrada da empresa, levando as informações para o setor de faturamento e pedidos e assim por diante.

Juntos, o ERP e o CRM garantem muitos ganhos.
Juntos, o ERP e o CRM garantem muitos ganhos.

Qual deles implementar primeiro? Vai depender do negócio e das prioridades da empresa, se a questão é melhorar o relacionamento com o cliente e depois a gestão como um todo, a sugestão é começar pelo CRM, mas se é integrar as áreas, analisar indicadores e ter informações para tomada de decisão, então é melhor começar pelo ERP. Mas independente disso, nada impede de colocar os dois em produção no mesmo momento, criando uma nova cultura de integração e relacionamento interno e com clientes.

 

Cristina Schnorenberger - Gestão do Conhecimento & Marketing CIGAM

Comentários

E-mailTelefoneWhatsappSkype