Home  /  Blog  /  Gestão  /  Recuperação de créditos e elisão fiscal

Recuperação de créditos e elisão fiscal

Você precisa se preocupar com isso!

Postado em 19/02/2020 às 16:50

Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no LinkedIn Compartilhar no Facebook

Pouco utilizado pelos contribuintes, a recuperação de créditos se revela muito atrativa para as empresas, visto que representa uma forma de buscar recursos dentro da própria estrutura empresarial.

 

O trabalho de recuperação de créditos tributários consiste na apuração dos tributos pagos pela empresa para localizar créditos não utilizados que sejam passíveis de compensação ou aproveitamento.

 

Muitos contribuintes acabam não tendo esse ‘dinheiro de volta’, por desconhecimento da legislação ou por não terem uma ferramenta adequada para processamento desses créditos. Em 2019, através de um levantamento realizado pela Becomex, empresa de consultoria especializada na área tributária, existiam mais de R$ 15 bilhões em créditos acumulados, esperando pelos pleitos das empresas exportadoras do Brasil.

 

O cerne da recuperação de crédito não está no aproveitamento dos créditos tributários apurados, mas na qualidade do trabalho da ferramenta que realiza apuração dos créditos, uma vez cada tipo de crédito tem suas peculiaridades e necessitam de procedimentos específicos para que seu aproveitamento seja efetuado de forma correta.

 

Importante ressaltar que esse tipo de trabalho possui uma natureza dupla, já que da mesma forma que permite identificar se o contribuinte efetuou recolhimentos a maior, identifica também recolhimentos a menor, assim possibilitando a sua correção e reduzindo o risco de autuações fiscais. Desta forma, não se busca somente a captação créditos, mas também a eficiência fiscal e compliance tributário.


 

Como o CIGAM ajuda neste processo?

 

Através de seus controles de cálculos, tratamentos e apurações de tributos segmentados por impostos, o ERP CIGAM garante de ponta a ponta a elisão fiscal para seus clientes. Além disso, garante a correta declaração ao Fisco, possibilitando o controle das declarações e a tomada de créditos tributários, através de ressarcimentos, restituições, créditos extemporâneos, cumulatividade e não cumulatividade e obrigações legais.

 

 

Gabriel Vedovatto
Analista de Negócios da CIGAM

 

Comentários