Home  /  Blog  /  Mercado  /  CIGAM e Outubro Rosa

CIGAM e Outubro Rosa

Postado em 24/10/2019 às 10:31

Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no LinkedIn Compartilhar no Facebook

Considerado como o movimento internacional de conscientização para o controle do câncer de mama, o Outubro Rosa foi criado no início da década de 1990 pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. A data é celebrada anualmente em outubro, entretanto recomenda-se que as atividades sejam continuadas ao longo do ano e que as mulheres estejam atentas aos sinais e sintomas do câncer de mama todos os meses. 

 

O objetivo da campanha, a nível mundial, é informar e alertar a sociedade sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, afinal, quanto mais cedo o câncer de mama for diagnosticado, maiores são as chances de cura.

 

Os principais fatores de risco são o histórico da doença na família, sedentarismo e obesidade, consumo de álcool e tabagismo.

 

Em números:

  • 01 em cada 12 mulheres será diagnosticada com câncer de mama ao longo da vida;
  • A cada 11 minutos uma mulher é diagnosticada com câncer de mama no Brasil;
  • No Brasil, o câncer de mama é uma das causas de morte mais comuns entre mulheres de 35 -54 anos;
  • Os casos de cura em caso de diagnóstico precoce chegam a 95%.
     

IMPORTANTE: Os homens precisam saber que o câncer de mama não é restrito apenas às mulheres.

 

 

Vista esta causa!

Diante desta realidade, a CIGAM sensibilizando-se com a causa, promoveu algumas ações internas visando a promoção de informações e a conscientização. As ações também contaram com a venda de camisetas em prol da LIGA Feminina de Combate ao Câncer de Novo Hamburgo e o valor da venda das mesmas foi totalmente revertida a instituição.

 

A LIGA atende pessoas de baixa renda, com diversos serviços de apoio: nutricionistas, psicólogos, advogados, médicos, medicamentos, suplementos alimentares, entre muitos outros. Importante ressaltar que a LIGA atende homens e mulheres, com todos os tipos de câncer.

 

Referência: Instituto Nacional do Câncer

 

Janice Steffen
Analista de RH da CIGAM

Comentários

E-mailTelefoneWhatsapp